Opinião PC Playstation Review Xbox

Derrota e Vitória em Sekiro: Shadows Die Twice

Quanto de um jogo você precisa preservar ou renovar para que ele pareça algo fresco, porém ainda conectado com seu antecessor? Em Sekiro: Shadows Die Twice, a From Software faz um novo distanciamento da sua clássica série Souls, dando uma nova personalidade ao título, mas sem perder o DNA que marca seus jogos.

O título coloca o jogador na pele de Sekiro, um shinobi adotado quando criança e que se tornou o guarda-costas de Kuro, o herdeiro divino cujo sangue oferece a imortalidade. O nome Sekiro significa “lobo de um braço só”, uma referência ao fato do personagem não ter um dos braços, substituído por uma prótese que permite que ele utilize uma variedade de equipamentos.

Continue lendo
PC Playstation Review Xbox

Arrancando lágrimas do satanás com Devil May Cry 5

É notável que nos últimos anos a Capcom vem numa sequência consistente e efetiva de lançamentos, se redimindo com fãs de inúmeras franquias consagradas que pareciam esquecidas e acertando na qualidade dos seus jogos. Agora é a vez de Devil May Cry, que em sua última publicação em 2013 dividiu opiniões por entregar um reboot da história e personagens da franquia. Com Devil May Cry 5 a Capcom ganha a tarefa de garantir seu combo de altíssima qualidade, manter o legado da franquia e oferecer uma sequência que volta a história original, prometendo um jogo de visuais e gameplay impressionantes.

Continue lendo
PC Playstation Review Xbox

Cantando o estranho hino de Anthem

Uma gigante publisher da indústria de jogos financia um competente e reconhecido estúdio colocando-o em uma posição de criação fora da zona de conforto já estabelecida internamente, firmando uma pressão intensa de desenvolvimento. Um novo ambicioso jogo com uma proposta interessante de gameplay, inspirado no legado looter shooter criado por Borderlands, o jogo é preparado com uma temática futurista, prometendo uma história aprofundada, uma ação frenética e uma estrutura de progressão viciante. O ano poderia ser 2014, o jogo poderia ser Destiny, mas não se engane, estamos em 2019 e este é o review de Anthem.

Continue lendo
PC Playstation Review Xbox

O Apocalipse Cor de Rosa de Far Cry: New Dawn

Cada vez mais, parece que a tendência de desmembrar certas franquias em títulos mais curtos – e, por consequência, mais baratos – veio para ficar. A série Uncharted lançou mão deste conceito com o excelente The Lost Legacy, assim como Dishonored o fez com Death of the Outsider, reutilizando assets e engines em um título de escopo menor, mas que aproveita para explorar novas direções nas quais as franquias possam seguir.

Far Cry: New Dawn chega como um experimento similar. Pairando sobre a área que existe entre um novo jogo completo e um DLC, o título aproveita a narrativa e uma boa parte do mapa de Far Cry 5 para explorar os eventos após o final do jogo. Então, cuidado ao seguir sua jornada daqui para frente, pois spoilers do final de Far Cry 5 serão inevitáveis.

Continue lendo
Análises Review

Review: Jump Force

Quem é fã do universo de animes e mangás provavelmente já ouviu falar da Weekly Shonen Jump, publicação semanal de mangás responsável pelo nascimento e crescimento de séries e personagens lendários que atingiu públicos de diversas gerações.

Buscando tomar proveito do já estabelecido gênero de fighting games baseados em animes e mangás e aliar com o gigantesco leque de universos e personagens que a Jump possui, o título Jump Force surge oferecendo um grande crossover de personagens, um combate ágil e explosivo, além de uma nova proposta gráfica, diferenciando-se do já clássico cell shading usado em diversos títulos de jogos inspirados nas séries japonesas.

Continue lendo
Opinião PC Playstation Review Xbox

Seja o Comandante do seu Baralho em Thronebreaker: The Witcher Tales

Nilfgard inicia sua segunda invasão aos Reinos do Norte e cabe à Rainha Meve de Líria e Rívia reunir seus exércitos e combater as forças que ameaçam suas fronteiras em épicas batalhas de Gwent. É com esta premissa que a CD Projekt Red dá aos jogadores uma chance de entrarem no novo universo do Gwent em batalhas single player e uma narrativa épica.

Continue lendo
Playstation Review Xbox

Review: Red Dead Redemption 2 Dois mundos em conflito no novo western da Rockstar.

Decidir a melhor vestimenta para o clima, escovar seu cavalo e fazer carinho em seu pescoço antes de montá-lo, cavalgar em direção ao seu destino apreciando a maravilhosa paisagem construída com impossível esmero e dedicação pela gigantesca equipe da Rockstar. Momentos como estes fazem o jogador se perder naquilo que Red Dead Redemption 2 – a continuação do clássico de 2010 – tem de melhor: uma imersão na fantasia do velho oeste americano.

Esmero e imersão são as melhores definições para o título. Cada cantinho do mapa transborda o investimento de tempo e dedicação na construção daquele cenário. Cada personagem possui incríveis detalhes e cada uma de suas animações– algumas criadas para serem utilizadas uma única vez, em momentos muito específicos, do jogo – é executada com uma lentidão deliberada, como se o jogo deixasse claro que o jogador precisa saboreá-las com tranquilidade.

É impossível jogar Red Dead Redemption 2 sem mergulhar no Velho Oeste – sua placidez, lentidão e liberdade. E por isto o jogo soa conflitante quando ele precisa lidar com sua outra metade: todos os clichês e mecânicas de mundo aberto utilizados pela Rockstar desde Grand Theft Auto III.

Continue lendo

Nintendo Playstation Review Xbox

Review – Starlink: Battle for Atlas Os jogos com brinquedos físicos voltam à moda... ou não!

Os brinquedos físicos que ganham vida nos jogos já fizeram muito sucesso. Jogos como Disney Infinity, Skylanders e Lego Dimensions foram, por algum tempo, a grande febre nos videogames e nos colecionáveis. Era comum encontrar crianças carregando as miniaturas dos jogos por todos os lugares onde se andava. Era. A moda morreu tão rápido quanto apareceu e, agora, anos depois, a gigante francesa Ubisoft parece acreditar no retorno desses brinquedos com o lançamento de Starlink: Battle for Atlas, que foi às lojas no dia 16 de outubro juntamente com uma série de naves, personagens e armas intercambiáveis. Mas… será que ainda existe espaço para essa forma de jogar?

Continue lendo

PC Playstation Review Xbox

Review: Assassin’s Creed: Odyssey A gigantesca odisseia nas ilhas gregas.

Qual é o propósito de uma análise – questionaria Sócrates – será expor suas experiências pessoais sobre o jogo ou tentar direcionar uma escolha de compra do leitor? Eu sempre prezo por falar de minhas próprias experiências, mas independentemente do objetivo, seria impossível falar de um jogo do escopo de Assassin’s Creed: Odyssey com base em uma partida rápida. Por isto peguei minha lança e meu escudo e mergulhei na Grécia do novo título da Ubisoft para uma gigantesca odisseia de 80 horas.

Continue lendo