Playstation Preview

BGS 2016: Conferimos os primeiros 20 minutos de The Last Guardian Jogo chega às lojas dia 25 de outubro

Em uma apresentação com portas fechadas, David Alonzo, representante do Studio Santa Monica presente na BGS 2016, apresentou os primeiros 20 minutos deste jogo que tem sido aguardado por muitos desde 2009, quando foi apresentado na E3 daquele ano.

Desenvolvido pelo Team ICO, a mesma desenvolvedora de ICO e Shadow of the Colossus, The Last Guardian é o terceiro título que conta com a mão genial de Fumito Ueda. A techdemo apresentada na BGS 2016 não pôde ser filmada e nem fotografada, mas independente disso, contaremos para vocês o que vimos lá.

A demo mostra o início do jogo e o começo da interação entre o menino que é o protagonista do jogo e Trico, uma criatura enorme e que tem fama de comer humanos no vilarejo de onde o menino veio.

Não pudemos conferir muitos detalhes da história ainda, ou seja, não sabemos o que o menino faz preso naquela caverna junto a criatura acorrentada e ferida, mas sabemos que é ali que eles começam a nutrir uma amizade pouco convencional e cooperar para se verem livres daquele local.

A criatura é alimentada, têm alguns pedaços de lança e a corrente removidas pelo menino, que mesmo assustado se compadece com a situação da criatura.

Trico está arisco e reage a presença dele, lançado-o longe por algumas vezes, mas no final desta cena, quando ele se vê livre das correntes e das flechas pelo menino que insiste em ajudá-lo e alimentá-lo, Trico começa a se render a companhia e eles começam a cooperar para sair dali resolvendo puzzles e adquirindo novas habilidades.

O início do jogo me deixou bastante curioso pelo desenrolar da história e principalmente pelo desenvolvimento da amizade entre os dois, parece não restar muitas dúvidas de que o jogo impressionará neste quesito, mas alguns aspectos técnicos nos preocuparam já que o jogo está prestes a ser lançado. Embora nós saibamos de que trate-se de uma techdemo, onde os bugs são normais, algumas coisas me parecem difíceis de serem corrigidas ou melhoradas a tempo, espero estar errado.

the-last-guardianbgs2

Graficamente falando, o jogo alterna cenários bonitos e bem detalhados, com sombreamento e iluminação dignas dos melhores jogos da geração, e cenários foscos e mal trabalhados como um jogo de PlayStation 3, console em que ele foi inicialmente anunciado e desenvolvido. Além disso, a movimentação me parece pouco natural e estranha, onde o personagem desliza por diversos momentos. Outros bugs o deixam tremendo, atravessando ou enroscando pelo cenário. Além disso o produtor pareceu apresentar alguma dificuldade em controlá-lo em alguns momentos, e pensem que ele deve ter repetido aquelas sequências de comandos uma centena de vezes durante a BGS, sendo improvável que seja alguma inabilidade dele.

Após o menino e Trico se ajudarem por mais algumas oportunidades para superar obstáculos e conquistar habilidades, a demo termina deixando uma ótima impressão quando o assunto é ambientação e enredo, mas nos deixa também com uma pulguinha atrás da orelha quando observamos alguns aspectos técnicos.

The Last Guardian tem data confirmada de lançamento para 25 de outubro deste ano, ou seja, esperamos que o Team ICO tenha tempo hábil e consiga resolver estes problemas para entregar uma experiência completa e inequecível como a de Shadow of the Colossus, porque segundo David Alonzo, eles não querem só atingir o nível dos dois jogos anteriores, mas superá-lo.

 

Administrador, professor, editor e jogador de videogame desde o Atari.