Nintendo Review

Pocket Card Jockey… corrida de cavalos com… PACIÊNCIA??? Empresa responsável pelos títulos Pokémon tem um ás na manga!

Num primeiro momento é estranho, confesso. Mas a história é tão amarradinha e paciência é um jogo tão legal (para alguns) que depois de duas partidas a sua vida nunca mais será a mesma.

Alguns dias depois de conhecer o jogo através de um review em um site americano, fui procurar na eShop do 3DS pelo jogo. 7 dólares… por que não? Era o começo das corridas…

Você está no controle de um jockey iniciante, é o seu primeiro treino, e você sofre um acidente muito feio com um cavalo arredio. É o fim! Você vai para o céu e tem uma boa conversa com Deus. Ele resolve que você vai voltar e pede para que você seja mais prudente com os esportes que pratica… você, tendo uma visão, pede a Deus para continuar correndo de cavalos mas, para tudo ficar mais seguro, pede para utilizar o que sabe fazer de melhor para correr: jogar paciência!

Paciência, ou Solitaire, é um jogo de cartas individual onde você deve bater o baralho. Existem MUITAS variações do jogo e a utilizada em Pocket Card Jockey é a mais simples delas: colocar as cartas em sequência e se não houver mais possibilidades, comprar uma nova carta do monte. Só sequência, sem importar o naipe. Fácil, né? Mais ou menos! Pense que um cavalo precisa de agilidade para ganhar uma corrida e é assim que o jogo se mostra… quanto mais rápido você elimina cartas, e quanto maiores as sequências feitas, mais seu cavalo corre.

Jogabilidade

Inicialmente existe o Growth Mode, ou Modo de Crescimento, onde você escolhe um cavalo e o acompanha durante os seus dois primeiros anos nas corridas e campeonatos que o jogo oferece. Com um total de 21 taças possíveis, o desenvolvimento do cavalo indica qual tipo de provas seu conjunto irá disputar: curtos, médios ou de longa duração.

Logo após o Growth Mode, quando completa 4 anos de vida, o cavalo vai para o Mature Mode, onde pode competir com cavalos mais velhos por mais duas temporadas (dependendo dos resultados). Aqui o cavalo não evolui mais, corre com as estatísticas adquiridas durante o Growth Mode.

Ao se aposentar, o cavalo vai para a Farm (fazenda) onde todos os cavalos aposentados durante os seus jogos estão. Lá é possível fazer Breed (qualquer semelhança com Pokémon é, certamente, proposital), cruzamentos entre um cavalo macho e uma fêmea que geram novos cavalos para uso desde o Growth Mode. Aqui é interessante cruzar dois cavalos de estatísticas elevadas para ter filhotes com boas características também.

Voltando ao Growth Mode, é preciso explicar como são as características dos cavalos. Existem apenas três atributos numéricos: velocidade, energia e momento de pico (peak time). Velocidade é o quanto seu cavalo corre, energia é o quanto seu cavalo aguenta correr e momento de pico é o momento da prova (rodada de paciência) em que o seu cavalo é melhor, é o melhor momento para ganhar a prova eliminando todas as cartas da mesa. Um cavalo com velocidade menor mas com bastante energia e momento de pico mais alto é bom para corridas de longa duração, um cavalo com velocidade e energia equilibradas é bom para corridas médias e um cavalo com muita velocidade, pouca energia e momento de pico baixo é bom para provas curtas.

Porém não é tão simples assim, ainda existem as características de cada cavalo e as habilidades de cada um, e aí é que os cavalos se diferenciam MUITO uns dos outros.

Nas características temos os cavalos que gostam de correr a frente, os que gostam de correr em pelotões, os que gostam de correr atrás, os que gostam de correr no meio mas fora de pelotões… e, no fim, são 16 características que podem definir como seu cavalo corre melhor as provas.

As habilidades de cada cavalo influem em como você vai jogar a parte da Paciência do jogo, são 20 delas e vão desde comprar cartas automaticamente até ter tempo infinito para terminar a partida de paciência, uma outra aumenta a chance de cartas que conectam com seu jogo aparecerem e ainda tem uma que te impede de errar ao comprar uma nova carta quando a atual pode ser usada… tem bastante coisa.

O jogo tem um sistema “infinito” de entradas em campeonatos… quando você acaba o Growth Mode, avança para o Mature Mode e quando esse acaba, novos cavalos estão a disposição para um novo início no Growth Mode.

História

Durante a história novos proprietários de cavalos vão aparecendo, como um milionário ostentador, uma estrela da música que está se arriscando nos cavalos, um geek dono de uma empresa de software e um cientista que está tentando melhorar os cavalos fazendo cruzamentos específicos… cada um tem sua particularidade e seus diálogos.

E, claro, existem os seus rivais. Um corredor frustrado que vê o seu crescimento e te apóia em tudo… e um grande vencedor, Jagger, que faz tudo o que for necessário para vencer e manter seus recordes no jogo. Jagger é o melhor jockey de todos os tempos e vive procurando o segredo do seu sucesso repentino. Tudo isso para fazer a história interessante… e conseguem!

Existe também uma lojinha onde você pode comprar itens que dão habilidades temporárias (uma corrida) para você e para o seu cavalo, a Happy Horses é gerenciada pela japonesinha Chirp. Ela também vende peças para alguns quebra-cabeças colecionáveis do jogo que quando completos oferecem algumas alterações bem legais ao jogo.

Pocket Card Jockey é da Game Freak e foi lançado nos EUA em 2016. No Japão o jogo foi lançado em 2013.

Jornalista, pai do Joaquim, marido da Carol, gamer... realizando um sonho aqui no Doze Bits!

Extremamente viciante

Corrida de cavalos + Paciência = vício infinito. Cuidado! O jogo é extremamente divertido e é uma excelente pedida pelo valor que é vendido. 7 dólares é uma pechincha para um jogo que vai te dar muitas horas de diversão.

10