PC Playstation Review Xbox

Torne-se o Rei do Punho de Ferro em Tekken 7 Novos Personagens, Novas Mecânicas e as Velhas Traições da Família Mishima.

Dois anos depois de seu lançamento prévio nos fliperamas do Japão, Tekken 7 chega finalmente aos consoles, trazendo novas mecânicas, personagens e a promessa de uma conclusão para a sangrenta história da família Mishima. Oferecendo um sistema sólido e com novidades para atrair novatos, mas sem deixar de lado os jogadores experientes, Tekken 7 vai atender a quem gosta de trocar uns sopapos online, mas deve decepcionar aqueles que buscavam uma maior profundidade na história de seus personagens.

O jogo mantém seu estilo elegante de controle, dividindo os botões entre os membros do corpo (braço direito, braço esquerdo, perna direita e perna esquerda) e concentrando-se em comandos simples e sequências de botões, ao invés das meias luas e giros completos no controle utilizados por outros jogos do estilo.

Uma adição ao sistema são os golpes do tipo Power Crush, que executam toda a animação do ataque independentemente do seu personagem ser atingido por ataques altos ou médios do oponente. Mesmo levando dano, você ainda será capaz de atingir o inimigo, assumindo uma relação de risco e recompensa durante a luta.

Mas a grande novidade fica por conta da Rage Art, que é um golpe especial que só pode ser ativado no estado de Rage, no qual o personagem entra quando sua vida está baixa. Com um comando simples (ou mesmo um único botão nos consoles), o jogador abre mão do bônus de dano oferecido pelo modo Rage em troca de uma sequência fulminante que causa dano proporcional à quantidade de vida restante do oponente e pode virar a rodada. A estética mais “pé no chão” de Tekken também pode ser vista nestes movimentos especiais, pois sem grandes mirabolâncias ou movimentos impossíveis, eles são mais concentrados em sequências rápidas de golpes. Embora nem todos os jogadores tenham gostado da novidade, a Rage Art coloca Tekken mais próximo dos jogos atuais, com golpes especiais que resultam em animações impressionantes e cinematográficas.

Para equilibrar o campo de batalha para iniciantes, Tekken 7 recebeu ainda ajustes na redução de dano para combos longos, limitando a eficacia dos famosos jugglers, sequências de golpes que mantêm o oponente no ar. Com a alteração, o foco passa a ser os golpes mais precisos e combos curtos, com as sequências mais longas sendo utilizadas apenas para aproximar o oponente da parede da arena de luta, pois o choque contra ela amplia o dano dos golpes.

O que ainda pode afastar os iniciantes são as longas listas de golpes de cada personagem. Tekken é um jogo fácil de se aprender e difícil de se dominar, exigindo que você escolha alguns personagens e estude-os profundamente, cada um deles com dezenas de combinações de movimentos – cada qual com sua função, potência e tempo de entrada e recuperação. Mas ainda assim, os controles simples permitem que novatos se divirtam apenas apertando os botões, principalmente se utilizarem personagens com combos mais fáceis, como o capoeirista Eddy Gordo ou o lutador de tae-kwon-do Hwoarang.

Uma Nova Engine Gráfica

Tekken 7 deixa para trás a engine proprietária da Nanco e – trilhando o mesmo caminho de Street Fighter – passa a utilizar a Unreal Engine 4. Provando a versatilidade da UE4, Tekken mantém o estilo gráfico da franquia, com personagens detalhados e cenários complexos, mas com uma estética um pouco plástica, que pode parecer um pouco datada ao lado de lançamentos recentes como Injustice 2. A mudança da engine permitiu o uso de simulações de física para elementos do cenário ou dos personagens, como pode ser visto no casaco de Kazuya, cujo o tecido se move de forma bastante realista durante os golpes.

Entretanto, algumas concessões precisaram ser feitas para que o jogo preservasse a taxa de quadros exigida de 60 fps. Apenas o Playstation 4 Pro executa o jogo na resolução de 1080p, com o Playstation 4 Base e o Xbox One utilizando resoluções menores para preservar o desempenho.

O Torneio do Punho de Ferro

Para quem quer colocar suas habilidades a prova com jogadores ao redor do mundo, Tekken 7 oferece todos os modos onlines esperados em um jogo deste calibre. Lutas rápidas, partidas ranqueadas ou torneios, tudo gerenciado por um bom sistema de matchmaking, filtragem por qualidade de conexão e a possibilidade de praticar seus golpes enquanto espera um adversário. Assim como outros títulos recentes, Tekken 7 permite que você escolha seu lado favorito para a luta, independentemente da escolha do oponente.

Também serão nos modos online que você apresentará ao mundo suas loucas combinações de personalização de personagem. Está orgulhoso do seu personagem com óculos escuros e um relógio gigante nas costas? Mostre-o ao mundo!

Modo História e Personalização de Personagens

Enquanto apresenta um sólido sistema de luta e um modo online extremamente competente, Tekken 7 deixa muito a desejar no modo offline para único jogador. Seja o modo história ou arcade, nada parece atraente o suficiente para prender qualquer jogador que não esteja interessado em testar suas habilidades contra outras pessoas ao redor do mundo.

Embora o produtor Katsuhiro Harada tenha afirmado que Tekken 7 concluiria a saga Mishima, controle as suas expectativas. Inspirado em jogos como Mortal Kombat e Injustice, o modo história de Tekken leva o jogador através de uma narrativa na qual você tem a chance de controlar vários personagens diferentes. Entretanto, a história é superficial e limita-se a uma parcela muito pequena do elenco do jogo, apresentando poucos personagens além de Heihachi Mishima, Kazuya e Jin.

Narrada através da voz de um repórter sem rosto ou nome, o modo história não tem o caráter conclusivo esperado e, embora apresente fatos que marcarão o futuro da série, concentra-se muito mais em fazer um grande apanhado dos momentos mais importantes do passado da problemática família de Heihachi. Alguns desvios são tomados na história, mas apenas com o intuito de oferecer uma luta com algum personagem diferente. Para preencher o tempo, você ainda terá várias lutas com personagens genéricos, como soldados armados (e incapazes de apontar uma metralhadora para abaixo da linha da cintura) e hordas de Jacks, o robô bombado da série.

Para facilitar para os jogadores iniciantes, o modo história oferece atalhos de golpes, permitindo que movimentos especiais sejam executados com apenas a combinação de L1 (LB no Xbox One) e um botão de golpe, ou a opção de combos automáticos no nível Fácil. Embora sirvam para reduzir o nível de frustração de quem queira apenas ver a história, estes recursos são soluções preguiçosas que não resolvem bem o desafio de inserir os novatos nas mecânicas do jogo.

Ampliando um pouco o modo de história, Tekken 7 ainda oferece os Capítulos de Personagens, que são micro-histórias focadas em um personagem específico, com ênfase no “micro”. Diferentemente dos jogos anteriores da série, que ofereciam uma história e uma conclusão para cada personagem (variando entre interessante, dramático ou mesmo divertido – quem não lembra de Lin Xiaoyu viajando ao passado para evitar que Heihachi jogasse Kazuya no vulcão, e acidentalmente causando a queda), Tekken 7 conta apenas com uma introdução rápida por texto, uma única luta de melhor de 3 rounds contra um oponente específico e uma conclusão breve e muito inferior ao que era oferecido nos jogos anteriores. Como um todo, a experiência de cada capítulo de personagem não dura mais do que 3 ou 4 minutos.

Esgotado o raso modo história (o que deve tomar cerca de 3 ou 4 horas do jogador), resta apenas investir no modo de Tesouros, que oferece caixas que recompensam o jogador com itens de personalização. Uma opção atraente para os colecionistas ou aqueles que desejam mostrar as combinações mais incomuns no modo online.

Tekken 7 oferece uma ampla gama de personalização, com itens que podem ser adquiridos nas caixas conquistadas no modo de Tesouros ou através das moedas adquiridas nos outros modos de jogo. São diversas opções que vão desde roupas e acessórios para personagens, até diferentes gráficos para a barra de energia, fundo do nome do jogador e títulos para o modo online.

Os itens de personagem variam de elementos genéricos, como óculos e chapéus, passando por coisas bizarras como capuz de sapo, cabeça de bode ou uma enorme pizza para carregar nas costas, até o tipo de efeito visual gerado pelos golpes ou a aura durante o modo Rage. A quantidade de opções é enorme e exigirá muita jogatina para obter tudo.

O Elenco

Tekken 7 conta com uma grande lista de personagens. As ausências poderão decepcionar os fãs do policial Lei Wulong ou da índia Julia, mas com um elenco de mais de 30 personagens, incluindo novidades como Lucky Chloe, Shaheen, Gigas e Katarina, você certamente descobrirá um novo favorito.

A adição mais especial fica por conta de Akuma, da série Street Fighter. O personagem aparece inclusive no modo história e desempenha um papel importante no enredo. Em termos de jogabilidade, a Nanco deu preferência por manter o estilo Capcom de golpes, preservando os movimentos de meia lua e até mesmo a barra de EX para aumentar a potência dos golpes utilizando dois botões. Todos os movimentos do personagem estão presente, incluindo o deslocamento especial que o coloca atrás do oponente. Como seria de se esperar, o famoso golpe Wrath of the Raging Demon (A Fúria do Demônio Enfurecido) é o Rage Art.

Assim como em Tekken Tag Tournament 2, os personagens utilizam seu idioma original. Eddy fala português, Leo fala alemão, enquanto Miguel manda ver no italiano. Com o jogo todo legendado em português, esta característica amplifica a personalidade da cada lutador.

Uma Homenagem aos Fãs de Tekken

Além de ser uma agradável evolução para lutadores experientes e uma ótima porta de entrada para novatos, Tekken 7 também é uma grande homenagem a esta franquia que surgiu em 1994. A nova trilha sonora do jogo é incrível, mas os jogadores também terão a oportunidade de trocá-la pela trilha de qualquer um dos jogos da série ou mesmo montar sua própria playlist de músicas.

Para quem quer matar saudade ou se inteirar da história do jogo, todos os vídeos – desde introduções aos encerramentos de cada um dos personagens – de todos os títulos da série (incluindo as edições Tag Tournament) estão disponíveis para serem debloqueados através da moeda do jogo, adquirida através de lutas. São dezenas e mais dezenas de minutos de vídeo, que não apenas matam a saudade, como também inteiram a narrativa do jogo e evidencia a evolução gráfica da franquia.

Para Quem é Tekken 7?

Se você é um jogador solitário que busca um conteúdo single player na mesma proporção dos jogos anteriores da série, com bons motivos para jogar com cada personagem e descobrir finais divertidos e interessantes, vale mais a pena alugar o jogo ou mesmo aguardar uma promoção (embora jogos de luta, assim como de outros esportes, tendam a demorar para terem o preço reduzido).

Entretanto, Tekken 7 é a evolução óbvia e bem executada da série, escalando e melhorando praticamente todos os pontos do seu sistema de luta e ampliando a gama de personagens. Se você é fã da franquia, gosta do estilo e busca colocar suas habilidades a prova contra jogadores de todo o mundo, Tekken 7 é uma compra que não irá lhe decepcionar e você poderá aproveitar a empolgação dos momentos iniciais do pós-lançamento. Para aqueles que gostam de obter todos os colecionáveis de um jogo, ele também poderá render centenas de horas de diversão em busca de se tornar o Rei do Punho de Ferro.

Designer por profissão e gamer de coração, Raphael é apaixonado por jogos que sejam imersivos e permitam que ele se esgueire por trás de seus inimigos, eliminando-os de forma silenciosa e impiedosa.

Uma ótima pedida para fãs da série e novatos que queiram conhecê-la.

Tekken 7 é ideal para fãs e novatos que queiram mergulhar no jogo e investir muito tempo desbloqueando colecionáveis e enfrentando desafiantes nos modos online. Para aqueles que buscam profundidade no modo história ou single-player, o jogo é superficial e oferece pouco conteúdo.

9