E3 2017 Notícias PC Playstation Xbox

E3 2017: EA Play Fifa, Battlefront, Need for Speed e tudo que você já esperava da coletiva da Electronic Arts.

Embora seja um evento independente e que acontece antes da abertura oficial da Electronic Entertainment Expo, a conferência da Electronic Arts, chamada de EA Play, meio que vale como o pontapé inicial para o grande evento que é a E3. Se você chegou aqui esperando que a EA fosse ficar no óbvio e apresentar um novo FIFA, falar de Battlefront, Madden e Need for Speed… bem, foi isto mesmo que aconteceu.

Como de costume, a EA fez uma apresentação previsível e segura. Sem revelações bombásticas, a conferência da Electronic Arts é como aquele restaurante ao lado de casa, onde você vai não para ser surpreendido, mas porque está com vontade do mesmo prato garantido de sempre.

Com foco nos jogos, a empresa abriu falando de Madden 18 e parece que o modo história veio para ficar nos jogos esportivos da empresa. Como aconteceu com Alex Hunter em Fifa, o título de futebol americano da empresa permitirá que você explore a história de um jogador em sua trajetória no mundo profissional.

Battlefield 1 ganhou um espaço no evento, com destaque para o presente do jogo – com foco na comunidade, streamers gritando e momentos impressionantes do jogo – e o futuro, com o lançamento de novos mapas e uma expansão chamada In The Name of Tsar, que levará os jogadores para o inverno soviético.

Após alguns momentos sobre os grandes campeonatos organizados pela EA, Michael Davies e Roger Bennett – apresentadores do programa sobre futebol Men In Blazers da NBC Sports – entram em cena para falar, no melhor estilo empolgadões, sobre Fifa 18. O trailer do jogo mostra uma incrível atmosfera na torcida, muito real, assim como destaca o uso de captura de movimentos de Cristiano Ronaldo, para um maior realismo. Para finalizar, Alex Hunter está de volta no modo “The Journey – Hunter Returns”.

Após uma apresentação um tanto esquisita de Jesse Wellens – youtuber especializado em vídeos de pegadinhas – que pareceu esquecer seu texto (ou foi sabotado pelo teleprompter) durante seus 30 segundos no evento, conhecemos Need for Speed Payback. Na melhor vibe “Velozes e Furiosos”, o novo título da franquia oferecerá um mundo aberto e três personagens controláveis. Com missões a serem cumpridas, a jogabilidade remete um pouco aos jogos da série Burnout e Split Second, com acidentes incríveis, cinematográficos e em câmera lenta.

Brothers: A Tale of Two Sons é um jogo incrível, daqueles de ficar na memória, de modo que foi bacana ver o criador do jogo, Josef Fares, subir ao palco como parte da iniciativa EA Originals – que financia o desenvolvimento de empresas indies. Fares apresentou seu novo título, A Way Out. Focado na cooperação com tela dividida, o jogo poderá ser explorado com um amigo online, mas é recomendado para ser compartilhado na mesma tela, lado a lado. Nele os jogadores vivenciarão a história de dois companheiros que fogem da prisão e deverão se apoiar em uma história bastante emocional.

De tudo que foi apresentado no evento, A Way Out parece o mais interessante e certamente merece nossa atenção no futuro! Brothers é um jogo incrível sobre cooperação e ver Fares explorar a ideia, agora compartilhada entre dois jogadores, promete.

Após falar sobre o Scorpio e como a combinação do novo hardware da Microsoft e a engine Frostbite proporcionariam experiências em 4k, a EA apresentou o novo jogo da Bioware. Embora saibamos que a empresa esteja trabalhando em um novo Dragon Age, uma nova IP foi apresentada durante o evento. Com apenas um rápido trailer, Anthem parece um jogo futurista, envolvendo armaduras mecânicas e um muro gigante separando a civilização de uma área selvagens e monstros. Maiores detalhes foram prometidos para a conferência da Microsoft, que acontece amanhã – então, precisaremos esperar para saber do que se trata e se será um título exclusivo.

Eu já falei que este lance de modo história nos jogos de esporte veio para ficar? Conheça então The One, o modo de NBA Live 18 que colocará o jogador na pele de Drew, em sua jornada através das quadras profissionais e também em quadras icônicas de rua, com ênfase na customização do personagem e seus equipamentos de jogo. Uma demo será liberada em agosto e todo o progresso feito nela poderá ser transferido ao jogo completo.

Para encerrar a conferência, Janina Gavankar, a atriz que interpreta a comandante Iden Versio do novo Star Wars: Battlefront 2, sobre a palco para apresentar uma longa demonstração do jogo. Em um embate de 20 contra 20, com missões em três etapas e repleto dos robôs mais sem graça da franquia (aqueles com cabeça de pato do filme A Ameaça Fantasma), podemos ver algumas das novidades, como o novo sistema de classes e o uso de pontos para adquirir vantagens duranta partida, como veículos, novas armas ou personagens especiais. Battlefront 2 está graficamente incrível e foi divertido ver anacronismos como Darth Maul enfrentando Rey e a versão “Nova Esperança” de Han Solo.

Mas a maior surpresa ficou com a nova política de DLCs para o jogo. No início da conferência, o apresentador mencionou que Battlefront fora recebido com muitos comentários, “alguns positivos e outros… construtivos”, e sabemos que muitas das críticas giraram em torno do pouco conteúdo do jogo, espalhado entre vários DLCs com preços acima do esperado para aquilo que ofereciam. Pois bem, parece que as críticas foram ouvidas e Star Wars: Battlefront 2 terá três vezes mais conteúdo que o primeiro jogo, das três eras do universo, além de que todos os DLCs serão totalmente gratuitos, a começar pelo que trará as personagens Finn e Capitã Phasma.

Pois esta foi a conferência da EA. Sem grandes novidades além de A Way Out e da nova IP da Bioware, possivelmente exclusiva para o Xbox. No mais, a empresa manteve seu ritmo e revelou aqueles títulos que já tínhamos como garantido. Mas seria injusto se dizer decepcionado, pois esta é a EA, casa dos jogos anuais de esporte mais amados do mundo dos games. Porém este é apenas o começo, pois amanhã teremos a Microsoft com a revelação oficial do Scorpio e ainda muito mais nos próximos dias.

Até lá!

Designer por profissão e gamer de coração, Raphael é apaixonado por jogos que sejam imersivos e permitam que ele se esgueire por trás de seus inimigos, eliminando-os de forma silenciosa e impiedosa.