Artigos Xbox

O Que é Supersampling? E como ele torna o Xbox One X interessante para quem não tem TV 4K.

Acompanhando as notícias sobre o Xbox One X, é difícil não perceber o constante uso do termo supersampling quando se trata do impacto do novo console para os usuários que ainda não fizeram o salto para a resolução 4K. Mas o que é este tal de supersampling e como ele afeta os jogadores que utilizarão o console em TVs Full HD?

Vamos tentar explicar de forma simples como o supersampling melhora a imagem do seu jogo em resoluções abaixo de 4K, mas para isto precisamos começar entendendo o que é aliasing e o que ele tem com isto tudo.

A tela da sua TV ou monitor, bem como toda imagem digital, é composta de pixels – quadradinhos coloridos minúsculos que, combinados, formam a imagem como um todo. Como estes pixels estão dispostos na tela em linhas horizontais e verticais, o renderizador precisa ser “criativo” sempre que for necessário desenhar linhas inclinadas na tela. Sem os devidos cuidados e recursos, estas linhas aparecem na tela com um serrilhado chamado de aliasing.

Linhas diagonais representadas com pixels quadrados geram um efeito serrilhado chamado Aliasing.

Se o aliasing já parece ruim em uma imagem estática, ele pode ser ainda pior em movimento. Na medida em que as linhas se deslocam pela tela, elas precisam encontrar novas soluções na grade de pixels e produzem um efeito de “cintilar” (shimmering, em inglês) que pode ser bastante distrativo.

Existem diversas técnicas – chamadas coletivamente de anti-aliasing – para reduzir o efeito de serrilhado das linhas de um jogo. De modo geral, consistem em algorítimos que, utilizando pixels com cores mescladas, criam a ilusão de uma linha mais suave e contínua.

Os recursos de anti-aliasing ajudam a disfarçar o efeito serrilhado.

Mas o que tudo isto tem a ver com o supersampling e a minha TV Full HD?

Supersampling: um método de Anti-aliasing

O supersampling é um método de anti-aliasing que utiliza um render de resolução maior para produzir uma imagem de resolução menor com menos artefatos e serrilhados. Através deste método, a linha diagonal é transformada em uma imagem digital com uma resolução maior, permitindo que sejam reproduzidos muito mais detalhes e que se converte em uma imagem de maior fidelidade quando a resolução é reduzida para aquela que será utilizada pela tela ou monitor.

Veja um exemplo bem básico, tentando reproduzir uma maçã com a baixíssima resolução de 8 x 8 pixels:

 

Quando tentamos reproduzir a maçã diretamente na grade de 8 x 8 pixels, cada pixel é gerado com base na localização exata da imagem original sob ele. Como resultado, temos uma reprodução menos fiel do objeto. Produzindo a mesma imagem em uma resolução 16 x 16, cada pixel pode absorver um detalhe mais específico da imagem, resultando em uma reprodução de maior fidelidade.

Ao reduzirmos esta versão de 16 x 16 pixels para nossa resolução pretendida de 8 x 8, temos um resultado muito mais suave e fiel à forma original da maçã. Considere também que este é um método extremamente básico de supersampling, trabalhando com resoluções muito baixas e utilizando a média de cor entre cada quatro pixels para obter a imagem final. Os jogos trabalham com resoluções muito maiores e algoritmos mais complexos são utilizados para se obter a cor de cada pixel na imagem final.

The Witcher 3 Wild Hunt em supersampling (de 4K p/ 1080p) e 1080p nativo. Fonte: Digital Foundry

O que isto tem a ver com o Xbox One X?

O supersampling não é uma exclusividade do novo console da Microsoft, podendo ser utilizado em qualquer computador ou sistema que tenha potência o suficiente para renderizar um quadro com resolução maior do que aquela que será utilizada. Entretanto, diferentemente do que acontece no Playstation 4 Pro, o console da Microsoft não exige que o desenvolvedor implemente o recurso para que ele possa ser aproveitado por usuários com TV Full HD.

Atualmente, mesmo entre os jogos que foram atualizados para aproveitar o desempenho do Playstation 4 Pro, poucos títulos da plataforma utilizam o supersampling quando o console está plugado em uma TV com resolução Full HD, simplesmente limitando a renderização em 1080p e desperdiçando o potencial do console.

O Xbox One X, por sua vez – segundo a Microsoft – sempre trabalhará com a imagem em sua maior resolução, utilizando o método de supersampling caso o console esteja conectado a uma TV Full HD para obter uma melhor qualidade de imagem. Isto significa que mesmo que você esteja jogando em uma TV com resolução 1920 x 1080, o Xbox One X sempre estará utilizando seu hardware em sua totalidade, renderizando cada frame do jogo em sua resolução máxima (que provavelmente será de 3840 x 2160, nativo ou reconstruído de alguma forma – veja nosso artigo sobre checkerboarding rendering) e então reduzindo-o para 1080p, gerando uma imagem mais limpa, fiel e detalhada (inclusive, extraindo ainda mais qualidade das texturas em alta resolução com as quais o console irá trabalhar).

Infelizmente, ainda existem poucas imagens e comparações mostrando os jogos rodando no Xbox One X em telas de resolução 1080p. Mas esta imagem – obtida pelo site Windows Central – mostra o tipo de resultado que podemos esperar.

Xbox One S em 1080p vs. Xbox One X em 1080p vs. Xbox One X em 4K.
Clique para Ampliar.

 

O Xbox One X chegará às lojas no dia 07 de novembro e custará US$ 499. O preço no Brasil ainda não foi anunciado.

Designer por profissão e gamer de coração, Raphael é apaixonado por jogos que sejam imersivos e permitam que ele se esgueire por trás de seus inimigos, eliminando-os de forma silenciosa e impiedosa.