Análises PC Playstation Review Xbox

Review: Tony Hawk’s Pro Skater 1 + 2

Demorou um pouco… é verdade! Esse review deveria ter saído na semana passada, ou até mesmo no fim de semana de lançamento do jogo, mas seria injusto da minha parte, como reviewer desse jogo, fazer uma postagem sem ter desfrutado de todo o jogo como fiz nessas quase duas semanas com THPS 1+2.

O jogo é, exatamente, tudo aquilo que a gente esperava dele: um remake perfeito, com todos os prós e contras que os jogos antigos tinham. Tudo está ali, exatamente como era, mas colocaram muito mais coisas pra gente se divertir e pra deixar a jogatina ainda melhor do que foi nos jogos de 1999 e 2000. Sim, você leu certo, a série completou 21 anos no dia 31 de agosto.

Enquanto escrevo esse review é importante que você, leitor, saiba que estou ouvindo a trilha sonora do jogo, só as minhas preferidas, claro! E ela é sensacional como antigamente… trouxe coisas novas e boas, e claro que também trouxe velhas e ótimas músicas das quais vou levar um tempo pra esquecer de novo. Ao primeiro acorde de Police Truck, do Dead Kennedys, eu já sabia o que precisava ser feito.

As telas são as mesmas e as regras também, você tem 2 minutos para fazer os objetivos (pontuação, combo, SKATE, Fita Escondida, gaps específicos, dentre outros) e pode repetir as fases quantas vezes quiser até completar os objetivos e bater seus próprios recordes. Uma das diferenças dos jogos antigos é que agora você tem os desafios, e eles se dividem em algumas categorias diferentes: Desafios Skatista, Desafios Combo, Desafios Multijogador, Desafios Pista de Skate e Desafios Crie-Sua-Pista. Todos eles são auto-explicativos e te dão como premiação dólares para gastar na loja do jogo e comprar cosméticos (novos shapes, roupas e acessórios) para o seu skatista criado e xp para subir de nível no jogo.

Os skatistas clássicos dos jogos antigos estão todos lá, Tony Hawk, Rodney Mullen, Chad Muska, Erik Koston… e muitos novos foram adicionados como a japonesa Aori Nishimura, Tyshawn Jones (eleito pela revista Trasher o Melhor Skatista do mundo em 2019) e os brasileiros Bob Burnquist e Letícia Buffoni, dentre outros.

Além disso, existem dois personagens desbloqueáveis através de desafios, o primeiro deles é o Alienígena de Roswell, que já estava presente nos primeiros jogos, e o segundo é o Officer Dick, que também estava presente. Porém, o Officer Dick da versão atual é ninguém mais ninguém menos que Jack Black. Sim… o gordinho mais famoso do cinema e da música mundial. Senti falta de ter algum som da sua banda, o infame Tenacious D. E quando você libera o Officer Dick, além de conquistas, ganha também a fita com os tombos dos skaters profissionais… é como assistir a uma sessão de Vídeo Cassetadas daquelas bem dolorosas… exatamente como faziam nas fitas de skate antigamente. Outro personagem presente é o Ripper, uma caveira engraçada, que já vem desbloqueado para jogar.

A progressão também é marcada pelas melhorias de atributos que você vai colocando nos seus personagens quando pega os símbolos do jogo pela tela. São muitos e as fitas de cada jogador, um vídeo com manobras insanas e momentos legais de cada skater, só é desbloqueada quando você pega todos os pontos de atributo com cada um dos skaters disponíveis.

O modo multiplayer, para até 8 jogadores por sessão, é bastante divertido e tem objetivos como fazer as manobras com maior pontuação no jogo “Horse” onde quem perde a rodada ganha uma letra (tipo o nosso jogo de cartas conhecido como Burro), maior pontuação em combos, maior pontuação em um determinado tempo, o primeiro a cumprir a pontuação marcada e o grafitti, onde os competidores tem que fazer manobras de alta pontuação para “grafitar” com a sua cor os obstáculos que usou durante as manobras. É excelente para jogar com os amigos e com desconhecidos também.

Tá… até agora parece tudo muito simples, não é? Não… não é! Eu levei apenas dois dias para terminar todos os objetivos do dois jogos e é depois disso que o jogo realmente começa. THPS 1 +2 é um jogo fácil de terminar mas é MUITO DIFÍCIL de masterizar… e as conquistas e objetivos são de tirar qualquer um do sério. Tive vontade de jogar meu controle na parede inúmeras vezes, fiquei cerca de 30 minutos para fazer UM ÚNICO GAP de uma fase que tinha mais de 30 gaps. O jogo é insanamente difícil para quem quer fazer todas as conquistas/troféus. Pra terem uma ideia, no True Achievements, site de rastreamento de conquistas de jogos de Xbox, apenas 2 jogadores fizeram os 1000G do jogo até esse momento. Eu tenho “apenas” 650G até agora. E acredito que vou acabar desistindo antes de “miletar” o jogo. Mas digo… desde que peguei o jogo, não passei um dia sequer sem jogar ao menos 2h dele. É extremamente viciante!

Meu veredito é que THPS 1 + 2 é imperdível. Se você jogou os games antigos, vai amar esse remake e se você não jogou os games antigos, não deixe passar a chance de jogar um dos mais completos e divertidos jogos de videogame da história. Falo isso sem medo de errar! THPS 1 + 2 é para todos… e todos devem jogar!

Tony Hawk’s Pro Skater 1 + 2 está disponível para PC, PlayStation 4 e Xbox One, e foi lançado no dia 4 de setembro de 2020. Consulte os preços do jogo através da sua plataforma de compra preferida. Review feito com base na versão de Xbox One, utilizando um Xbox One X.

Deixe uma resposta